`

#7 [papo online] Aline Ramos e Gabrielle Estevans

Mente sã e relações que nutrem.

o autocuidado sobre o qual ninguém ousa falar.

Por falta de conhecimento, medos e receios, o cuidado com a mente geralmente é tratado de forma polarizada: de um lado, dicas superficiais, como “pare e respire” e, de outro lado, o foco exclusivo em casos extremos de adoecimento.

Pouco se fala sobre a importância de um cuidado diário com nossos sentimentos, emoções e estados mentais. Ou sobre como podemos lidar com eles de formas benéficas. Também não falamos sobre as dificuldades reais que surgem na vida de qualquer mulher: falta de energia, depressão, instabilidade, entre outros.

Em geral o cuidado com as relações acaba indo pela mesma toada. Não é comum enxergarmos a interação com outras pessoas como algo extremamente conectado a nossa mente, nossas emoções e nosso autocuidado diário: costumamos olhar para elas apenas quando não estamos, de fato, bem.

Este encontro foi uma conversa aberta e franca sobre estas e outras questões e dificuldades em estabelecermos o autocuidado com o nossa mente e nossas relações, na vida real. Um espaço de troca de ideias que pode nos fortalecer e dar alternativas para que possamos seguir e agir.

Com quem conversamos:

Aline Ramos: as relações também são meio de potência, ou, de outro lado, caminho de desequilíbrio e exaustão. A história de Aline nos mostra um aprendizado importante: olhar para dentro, entender necessidades e desenhar limites faz parte de resistir com dignidade, se cuidar com gentileza e amor e seguir em frente.

Gabrielle Estevans: 2 anos após ser diagnosticada com depressão profunda, ela percebeu que mesmo que com os remédios e a terapia, de nada adiantavam as intervenções externas se o cuidado não partisse de um mundo interno atento e interessado em se manter flexível à vida, mas estável.

Confira o registro em vídeo ou áudio:


A nossa conversa segue sempre no fórum:

faça login para ver a conversa e se conectar direto ao tópico deste especial.