`

intensivo online, outubro

Diálogo:

buscando a conexão com o outro
inclusive em situações de conflito

 

Estamos vivendo um período de tensão. Enredos políticos assustadores, corrupções sendo colocadas para baixo do tapete, violência que cresce exponencialmente, economia ruindo, preconceitos que ganham força. Em meio a tudo isso, a polarização se consolida e é reforçada pelas distâncias que o mundo digital nos impõe. Mais distantes e intolerantes, fica difícil dialogar — e até conviver — com aqueles que pensem ou agem diferente de nós.

Porém, se enxergarmos o conflito não como algo a ser evitado ou resolvido, mas como parte da coexistência e que pode ser bem-vindo para criarmos bases compartilhadas, será que conseguiremos estabelecer conexões através deles?

Somos seres conversacionais. Tudo o que acontece, acontece enquanto nos comunicamos. Ao mesmo tempo, precisamos da vida em comunidade. E esta troca com as pessoas que estão no nosso entorno são essenciais para nossa vida.

Como posso usar princípios de abertura, comunicação não-violenta e escuta empática, na minha vida, diariamente? Na maneira como eu me trato, como eu interajo com os outros e até na forma como eu participo e cocrio os sistemas sociais, desde os pequenos (minha comunidade) até os maiores (justiça, saúde)?

Este intensivo será uma série de encontros sobre como podemos dialogar com mais qualidade, sobre como encarar o conflito como forma de estabelecer uma conexão com as pessoas que estão ao nosso redor.

Serão encontros para mergulharmos nos conceitos e desdobramentos de diálogos mais benéficos, mas também serão encontros que trarão propostas práticas, para serem aplicadas no dia a dia, ao longo das semanas — e, claro, depois do fim desse intensivo, inseridas de forma natural nas nossas vidas.

 

 
 
 

Mais informações:

Este intensivo acontecerá e alguns encontros virtuais em outubro. Teremos convidadas especialistas no assunto para incrementar a conversa. Datas, horários e especialistas serão divulgados em breve.

Inscreva-se para saber em primeira mão:

 

Somos a Comum: uma plataforma de florescimento humano para mulheres.

Partimos de um lugar comum: somos mulheres. Miramos à frente: como florescer, para além das imposições, para além das prisões? Aqui, trilhamos, juntas, percursos de transformação e desenvolvimento. Ferramentamos mulheres para que se empoderem, descubram seus potenciais e vivam uma vida mais feliz. É também sobre sermos mulheres nesse mundo de homens, mas não é somente sobre isso.

É, principalmente, sobre como podemos nos tornar protagonistas das nossas próprias vidas — independente da história que escreveram para nós.

CT1A9814.jpg
 
Área de login
Bem-vinda, (First Name)!

Esqueceu a senha? Mostrar
Entrar
Acessar área logada
Meu perfil Não é usuária? Cadastre-se Sair