`
Sentry Page Protection

#19: Como deixar claro para a outra pessoa o que te dá prazer?

Nos últimos meses passamos por um processo fortíssimo de olhar para dentro e descobrir quem somos sexualmente, o que gostamos, o que nos dá prazer e como tudo isso foi construído sem que a gente se desse conta.

Estamos cada vez mais próximas do encontro e esse é um bom momento para entender como tudo que está dentro de nós existe também no mundo exterior. Como esse mundo que existe fora de nós faz com que a gente esconda o que gostaria de ter, o que sonha em sentir.

Entendemos o que gostamos. Descobrimos onde é bom ser tocada ou se tocar. Chegamos ao clímax sozinhas, no conforto da nossa cama ou na calma dos nossos banheiros. Mas como a gente leva isso pra um encontro com outra pessoa? Talvez seja o ponto mais difícil de tudo, mas nada é impossível - e a gente não deve medir esforços para ter o que merece.

1 – Todo encontro precisa de intimidade

Não importa se é apenas uma noite, a primeira de uma vida ou a milésima que vocês vivem juntos: você precisa se sentir íntima daquela pessoa. Pode parecer que essa intimidade vem com o tempo, mas em relação a sexo não é bem assim. Essa intimidade precisa ser construída todos os dias, a cada momento sexual.

Essa intimidade é construída quando você mergulha no que está vivendo. O que momento que vocês compartilham é tudo o que existe, não há nada fora dali. O objetivo é a busca de prazer, o encontro, a troca. Não importa mais o que vão dizer, pensar ou prisões como a vergonha. Pronto, você está no caminho.

2 – Você é a guia do mapa do seu corpo

Quando a gente viaja para um lugar novo quer ter alguém que o conhece por perto, para poder contar qual o melhor restaurante, apresentar aquele cantinho escondido com a melhor vista e dar dicar dos melhores caminhos. Ninguém conhece seu corpo melhor do que você. Então quem mais poderia guiar novatos?

Há diversas maneiras para fazer isso. Você pode falar. Você pode guiar. Você pode dar o exemplo. Pra algumas de nós é mais fácil pegar a mão da pessoa, colocar no lugar e fazer o que você gostaria que ela fizesse. Pra outras é mais fácil falar exatamente o que se quer – exemplo: chupa meu peito. E tem quem prefira colocar a mão no próprio peito, tocar o próprio clitóris, mostrar sem deixar dúvidas como é que você faz quando está sozinha. O importante é encontrar o caminho mais confortável pra você.

3 – Não há vergonha na busca pelo prazer

A gente faz sexo porque quer sentir algo bom. Todas as pessoas fazem sexo pelo mesmo motivo – até quando tem reprodução no pacote você também quer curtir o momento, afinal, já que está ali... Então por que a gente tem vergonha em buscar nosso prazer?

Se alguém achar estranho você guiar tendo em busca sentir coisas boas tenha em mente que o problema não está no seu campo.

4 – Tem gente que só entende desenhando

Não é fácil mostrar ao outro o que nos dá prazer. E o motivo é simples: tem gente que não entende que somos todos diferentes e cada pessoa gosta de uma coisa diferente. Esse entendimento, ou a falta dele, bloqueia muitas coisas e faz com que você precise gastar um pouquinho mais de energia com algumas pessoas.

Pode ser que você precise usar todas as letras para deixar claro que está mostrando, quase desenhando, o que é gostoso para você no sexo. Nesse momento pode ser necessária uma boa conversa, uma explicação detalhada sobre o motivo de você fazer sexo e compartilhar aquele momento com outra pessoa.

Respire fundo e encare esse desafio: mexer nas nossas certezas, sejam sobre nós mesmos ou sobre a maneira que fazemos as coisas, pode ser doloroso. Esteja pronta para acolher a pessoa com quem você divide momentos de prazer. Não custa nada.


Todas as nossas experiências, dúvidas e angústias estão sendo compartilhadas no fórum - Trilha #2: Sexualidade | Olhando pra construções internas profundas - e assim, juntas, deixamos esse caminho mais fácil.


Carol Patrocinio é jornalista e divide seu tempo entre escrever para diversas publicações sobre assuntos relacionados ao mundo feminino e ao feminismo, como o Ondda, seu canal no Medium, vídeos no Youtube e consultorias para negócios que querem falar com as mulheres.

Área de login
Bem-vinda, (First Name)!

Esqueceu a senha? Mostrar
Entrar
Acessar área logada
Meu perfil Não é usuária? Cadastre-se Sair