`

papo online, sempre disponível

Impermanência
na prática

 

Tudo acaba, tem fim. Mesmo assim, somos ensinadas a lançar uma visão perene, apegada e sólida sobre as coisas, as pessoas, as relações. Como podemos, sob uma perspectiva do autoconhecimento e do desenvolvimento, de relações mais benéficas, entender e lidar com a impermanência de tudo?

Neste encontro falamos sobre o que é impermanência e como esse olhar mais amplo para a vida pode nos ajudar a lidar com as coisas de forma mais equilibrada e saudável. Stela nos trouxe uma perspectiva que pode ser praticada em nosso cotidiano para encararmos os diversos encerramentos que acontecem e acontecerão em nossas vidas.

 

 

Com quem conversamos:

Stela Santin é tutora dos referenciais de estudo e prática do CEBB e professora do programa “Cultivating Emotional Balance”.  

Dedica-se a estudar e investigar o mundo interno, especialmente a partir da perspectiva das tradições contemplativas, e como ele impacta diretamente nossa vida e o mundo aparentemente externo. 

stela.jpg
 

 

Impermanência na prática l Assista:

Este encontro já aconteceu e sua gravação completa está disponível, na íntegra, na área de assinantes.

 

Esse papo faz parte da jornada de Finitude

Um percurso sobre como cultivar uma relação mais benéfica com as perdas.

Nascemos perdendo — o tempo, as situações, as pessoas, as relações. Nada é fixo, perene. Ainda assim, não aprendemos a lidar com o fim das coisas.  

E se olhássemos com mais naturalidade para a finitude? De que forma isso poderia, essencialmente, nos transformar e beneficiar?

A partir dessa pergunta, começamos uma jornada de 2 meses através de textos, entrevistas, vídeos, podcasts, conversas no fórum online, encontros virtuais e encontros presenciais, que surgiu a partir de um processo profundo de pesquisa e mapeamento de mulheres especialistas no assunto. 

saiba mais > 

comumvc5-1.jpg
Área de login
Bem-vinda, (First Name)!

Esqueceu a senha? Mostrar
Entrar
Acessar área logada
Meu perfil Não é usuária? Cadastre-se Sair