`

Em momentos de confusão, é nossa responsabilidade qualificar o debate de gênero.

Em momentos de confusão, é nossa responsabilidade qualificar o debate de gênero.

Estamos cada vez mais distraídos: o mar desvairado das redes sociais, uma copa do mundo que se aproxima e campanhas eleitorais comandadas por robôs da web, fake news, memes e áudios de whatsapp que se reproduzem como vírus resilientes desenvolvidos em laboratório. Qual é a nossa responsabilidade em um cenário como esse?

Precisamos parar de despolitizar a política e voltar a conversar sem romper vínculos: será que conseguimos?

Precisamos parar de despolitizar a política e voltar a conversar sem romper vínculos: será que conseguimos?

Talvez a gente precise reaprender a conversar - e a usar a internet para falar de política sem causar rupturas de vínculo e afeto. Sem querer convencer o outro de que a nossa opinião é a certa, sem revirar os olhos quando formos confrontados com uma escolha radicalmente diferente da que faríamos.

Área de login
Bem-vinda, (First Name)!

Esqueceu a senha? Mostrar
Entrar
Acessar área logada
Meu perfil Não é usuária? Cadastre-se Sair