`

5 artigos que você precisa ler sobre a atual situação política do país

O país está borbulhando. O cenário político pesa.

Ontem, dia 4 de setembro, mais de 100 mil pessoas tomaram a Avenida Paulista em direção à Rebouças, num ato contra o golpe do atual presidente, Michel Temer. O clima era de descontentamento. O pedido: diretas já e reforma política.

A mídia tradicional não conta a história que a gente precisa entender e ouvir. Quem conta é a mídia independente, que está no front do caos que se instala e bagunça o coração dos brasileiros: Mídia Ninja, Nexo, Jornalistas Livres, Agência Pública, entre outros que batem a realidade no peito e não guardam amarras de lado nenhum.

A insatisfação política vem junto com uma revolta com a estrutura da comunicação no Brasil e o comportamento esquizofrênico das mídias de massa.

Por isso, esse é um texto de curadoria. Selecionei alguns artigos recentes do jornalismo independente sobre os últimos acontecimentos no país. Escritos por jornalistas mulheres, claro, porque é assim que a gente gosta mais.

Vem.

1. Cem mil em um único coro: Diretas Já!

Narração e fotos do primeiro grande ato após o impeachment da presidenta Dilma Rousseff, pedindo, entre suas principais pautas, o Fora Temer e as Diretas Já. Por Gabriele Candido pro Mídia Ninja.

2. É isso Gregório, o jornalismo morreu.

Texto rápido da Bia Barbosa, ativista da democratização da comunicação, do Coletivo Intervozes, denunciando o editorial recente da Folha de S. Paulo.

3. O golpe é contra a América Latina

"A luta é outra, a luta é contra a gigantesca concentração de riqueza no mundo contemporâneo, onde a taxa que gera capital a nível mundial é mais importante que a taxa de crescimento da economia mundial."

Tradução de fala do José Mujica, ex-presidente do Uruguai, em ato promovido pela central sindical PIT-CNT de Montevidéu contra o golpe. Tradução de jornalistas do Jornalistas Livres.

4. Resistir não é escolha, é sobrevivência

"Quando se é parte de um grupo historicamente marginalizado, seus direitos nunca estão plenamente garantidos. É preciso lutar para assegurar algo que nunca deveria ter sido negado em nenhum momento."

Texto da nossa colaboradora, a jornalista Nana Soares, pro blog dela no Estadão, sobre as lutas das mulheres em meio ao cenário atual.

5. Manifestantes pedem Diretas Já. Qual a chance hoje de haver eleições antecipadas no país?

"A expressão “Diretas Já” faz referência ao movimento popular que tomou as ruas do país em 1984, já nos últimos anos dos governos militares no Brasil. O movimento acabou derrotado e o brasileiro só viria a votar para presidente em 1989."

Texto informativo sobre a real possibilidade - jurídica e política - de haver eleições antecipadas no país, da Lilian Venturini pro Jornal Nexo.

Se tiver outras dicas, deixa aqui nos comentários. Vamos atualizando esse artigo durante a semana, com o que for publicado de melhor na mídia independente.

Também, queremos, aqui na Comum, escrever sobre esse momento histórico no país. O que você acha que precisa ser dito e ainda não foi? Que tipo de artigo precisa ser escrito? O que de significativo precisamos explorar - principalmente pras mulheres? 

Levantem a bola daí que a gente corta daqui.

Seguimos juntas.


Anna Haddad é fundadora da Comum. Escreve pra vários veículos sobre educação, colaboração, novos negócios e gênero, e dá consultorias ligadas à comunidades digitais e conteúdo direcionado pra mulheres.

Área de login
Bem-vinda, (First Name)!

Esqueceu a senha? Mostrar
Entrar
Acessar área logada
Meu perfil Não é usuária? Cadastre-se Sair