`

É o poder: Grazi Meyer ensina exercícios para entender nossa sensualidade

Quando ouvimos a palavra sensualidade, quase que instantaneamente nosso cérebro dá vida a dois pensamentos básicos: primeiro, a ideia preconceituosa de vulgaridade e, segundo, a imagem daquela mulher (branca, loira e magra) andando na rua em câmera lenta, em cima de um salto agulha, com os cabelos esvoaçantes e uma postura fatal. 

Acontece que encaixotar assim a sensualidade em conceitos tão preto no branco e tão restritos faz com que percamos um sem fim de tonalidades e benefícios que ela pode nos trazer. Para Grazi Meyer, fundadora do Maravilhosas Corpo de Baile — coletivo de pole dance com o objetivo de resgatar a autoestima das mulheres — a dança pode ser catalisadora de uma relação mais amorosa com quem somos. 

"A sensualidade é algo muito pessoal. É sobre nos entendermos com a gente e estarmos confortáveis com o próprio corpo." 

Para perceber e explorar a forma como nos movemos pelo mundo, pedimos que Grazi propusesse exercícios simples, que podem ser praticados por qualquer uma de nós. A única coisa que você vai precisar, de início, é um pouco de curiosidade por você mesma e por suas potencialidades. Vamos? 

Este conteúdo faz parte da nossa jornada sobre Saúde Autônoma. Na parte fechada da Comum, temos olhado para isso em profundidade. De que forma, por exemplo, a atividade física pode ser uma ferramenta para que nos empoderemos cada dia mais do nosso bem-estar? Se você ficou interessada, vem junto. Seguimos. 


Gabrielle Estevans é jornalista, editora de conteúdo e coordenadora de projetos com propósito. Na Comum, é editora-chefe, participante e caseira. 

Área de login
Bem-vinda, (First Name)!

Esqueceu a senha? Mostrar
Entrar
Acessar área logada
Meu perfil Não é usuária? Cadastre-se Sair